Make your own free website on Tripod.com

ADVENTISMO ONTEM E HOJE !

ESTUDO COMPARATIVO DO ADVENTISMO NOS DIAS DOS PIONEIROS E NA ATUALIDADE

Escrevendo a Timóteo, o apóstolo Paulo assim se pronunciou: “Para que, no caso de eu tardar, saibas como se deve proceder na casa de Deus, a qual é a igreja do Deus vivo, COLUNA E ESTEIO DA VERDADE” Tim. 3:15.

É exatamente isso que deve ser a Igreja de Deus, coluna e esteio ou baluarte da verdade. Aquela que sustenta a verdade, custe o que custar. Foi isso que fizeram os apóstolos de Jesus. Com exceção de Judas, que se enforcou, e de João que crêem ter tido morte natural, quase todos os apóstolos tiveram morte de mártir. João foi jogado num caldeirão de azeite fervente e não morrendo pela providência de Deus, foi exilado em Patmos (Apoc. 1:9).

O desejo profundo do nosso Salvador é: “A fim de apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível”. Ef. 5:27.

“O remanescente de Israel não cometerá iniqüidade, nem proferirá mentira, nem na sua boca se achará língua enganosa”. Sof. 3:13.

"Os pontos fundamentais de nossa fé da forma como cremos hoje foram firmemente estabelecidos. Ponto após ponto foi claramente definido, e toda a irmandade está em harmonia. Todos os crentes foram unidos na verdade. Existem aqueles que vem com doutrinas estranhas, mas nós nunca estaríamos com medo de enfrentá-los". E. G. W., Manuscrito 135, 1903. “...Nenhum alfinete deve ser removido no que o Senhor estabeleceu... Nós encontraríamos segurança em menos do que o Senhor nos tem dado nesses últimos cinqüenta anos? Review and Herald, May 5. 1905.

Passando em revista a série de apostasias, declara a senhora E. G. White: “O inimigo das almas tem buscado introduzir a suposição de que uma grande reforma deveria ter lugar entre os adventistas do sétimo dia, e que essa reforma consistiria em renunciar às doutrinas que permanecem como pilares de nossa fé, e engajar-se num processo de reorganização. Caso essa reforma tivesse lugar, o que resultaria? Os princípios da verdade que Deus em Sua sabedoria tem concedido à igreja remanescente seriam descartados. Nossa religião teria mudado. Os princípios fundamentais que têm sustentado a obra durante os últimos cinquenta anos seriam considerados erro. Uma nova organização seria estabelecida. Livros de uma nova ordem seriam escritos. Um sistema de filosofia intelectual seria introduzido. Os fundadores desse sistema iriam às cidades e realizariam uma maravilhosa obra. O sábado, logicamente, seria considerado levianamente, bem como o Deus que o criou. Nada seria permitido permanecer” No ”caminho do novo movimento. Os líderes ensinariam que a virtude é melhor do que o vício, mas Deus sendo removido, eles depositariam sua dependência no poder humano, o qual, sem Deus, é sem valor. O seu fundamento seria edificado sobre a areia, e a tempestade e a tormenta levariam de roldão a estrutura 9. Special Testimonies, Série B, # 7, pp. 39-40 (outubro de 1903).

No Quadro abaixo mostraremos algumas das crenças e características do Adventismo nos dias dos Pioneiros, contrastadas com o que a professa liderança ensina atualmente. A impressão que a maioria dos membros têm ao freqüentar um templo Adventista é a de que não existe nada do que aqui é mostrado e comprovado...

COMPARE VOCÊ MESMO E TIRE AS SUAS CONCLUSÕES.

Assunto CRENÇAS DO ADVENTISMO PIONEIRO

CRENÇAS DO ADVENTISMO ATUAL

DIVINDADE

1. “Existe um só Deus, pessoal, um ser espiritual, o criador..., imutável e presente em todos os lugares por Seu representante, o Espírito Santo.”

2. “Existe um só Senhor, Jesus Cristo, o Filho do Eterno Pai, o Único por quem foram criadas todas as coisas,...”

(Year Books da IASD de 1889 – 1914: www.alvorada.us/cc.htm)

“Antes que a fundação do mundo fosse estabelecida, o único NASCIDO de Deus ofereceu-se para tornar-se o redentor da raça humana. Adão iria pecar...na Sua encarnação Ele ganhou de uma nova forma o título de filho de Deus....” Selected Messages v. 1, pp. 226 and 227.

Lc. 1:35 lemos que o anjo disse a Maria: “Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; pelo que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus”.

“O eterno Pai, Aquele que é imutável, deu Seu ÚNICO Filho, NASCIDO DELE, retirado de Seu seio..., e enviado a terra para revelar o quanto Ele amou a raça humana.” Adventist Review and Sabbath Herald – 7-9, 1895.

Trindade: “Há um só Deus: “Pai, Filho e Espírito Santo, uma unidade de três pessoas coeternas....

Deus Pai: ”Deus, o Pai eterno, é o criador...”

Deus Filho: “Deus, o Filho eterno, encarnou-se em Jesus Cristo. ...” Nisto Cremos, .

“Longe de sugerir que o Pai gerou ou criou o Filho como uma espécie de semideus derivado ou criado, as FIGURAS DE PAI E FILHO indicam a eterna e profunda intimidade que sempre existiu entre a primeira e a segunda pessoa da Divindade como “iguais” através da eternidade (passada, presente e futura)”. A Trindade, pp.108-112.

Aqui a cúpula letrada da IASD nega claramente, sem subterfúgios, que Jesus Cristo é o eterno Filho de Deus como diz a Escritura. Ao afirmarem que Deus, o Pai, é igual a Jesus, nega o Pai e nega o Filho, preenchendo o requisito do Anticristo, conforme lemos em I João 2:22 e 23: “22 Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Esse mesmo é o anticristo, esse que nega o Pai e o Filho. 23 Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; aquele que confessa o Filho tem também o Pai”. 

Deus Espírito Santo: “Deus, o Espírito Santo, desempenhou uma parte ativa com o Pai e o Filho na criação, encarnação e redenção”. (Nisto Cremos, 1989, p. 32 a 98)

Em Mat. 1:18, lemos: “Maria...achou-se grávida pelo Espírito Santo...” .

PERGUNTA-SE: Se o Espírito Santo é uma pessoa, um Deus diferente do Pai, quem é o pai de Jesus? É Deus Pai ou Deus Espírito Santo? A Bíblia e o Espírito de Profecia dizem que é o Pai; logo, o Pai e o Espírito Santo são a mesma pessoa, e não duas. Não existe trindade.

TRINDADE

Os Pioneiros não criam em tal dogma.

Living Temple encerra o alfa dessas teorias. Eu sabia que o ômega seguiria dentro de pouco tempo; e tremi pelo nosso povo. Sabia eu que devia advertir nossos irmãos e irmãs a que não entrassem em controvérsia em relação à presença e personalidade de Deus. (M.E. Vol 1, pg 203, Os Alicerces de Nossa Fé)

“Há um só Deus: Pai, Filho e Espírito Santo, uma unidade de três pessoas co-eternas”. Nisto Cremos, p.31.

“Longe de sugerir que o Pai gerou ou criou o Filho ..., as FIGURAS DE PAI E FILHO indicam a eterna e profunda intimidade que sempre existiu entre a primeira e a segunda pessoas da Divindade como “iguais”através da eternidade (passada, presente e futura)”. A Trindade, p. 111.

NEGANDO O PAI E O FILHO=ANTICRISTO (I Jo. 2:22 e 23).

Esta é a apostasia ômega – a personalidade de Deus. Um Deus em três pessoas.

“Se o amor sexual centraliza seu sentido essencial na experiência da Trindade, de amor mutuamente expresso entre os membros da Divindade e Suas criaturas, o que isso tem a dizer-nos acerca das formas de perversão sexual (como a masturbação)?”. Whidden, J. Moon e J. Reeve, A Trindade, 2003, p.312. LOUCURA?????

PERSONA-

LIDADE

DE

DEUS

“Existe um só Deus, pessoal, um ser espiritual, o criador..., imutável e presente em todos os lugares por Seu representante, o Espírito Santo”.

Em Pv. 1:23, Is. 32:15, Ez. 39:29,Joel 2:28, Deus afirma derramar o Seu Espírito...

Se Deus, o Pai, é onipresente, o seu representante, o Espírito Santo, é Ele mesmo, senão, não é onipresente. O Espírito Santo é a “glória de Deus, em forma de uma pomba de ouro polido, que pousou sobre Jesus” no batismo. Ellen G. White, Temperança, 1990, p.284.

Em Lc. 1:35 o Espírito Santo é  a virtude do Altíssimo que cobre Maria.

No congresso bíblico de 1919, a IASD, entrou em controvérsia sobre a presença e personalidade de Deus, até que em 1980, oficializou a doutrina da Trindade, que como ensinava o pioneiro J.N. Andrews é o vinho mais pernicioso da Babilônia, pois destrói a personalidade do Pai e do Filho. (ou seja; o ensinamento da Trindade: nega o Pai e o Filho, quando afirma que ambos são co-iguais e co-eternos) Nenhuma teologia, dogma ou ensinamento nega o Pai e o Filho, como o ensinamento que 03 pessoas são iguais a 01 ser e um ser igual a três pessoas, isso é loucura – isto é o Mistério da Santíssima Trindade (Iniqüidade).

De acordo com a Bíblia, o anticristo nega o Pai e o Filho: “Quem é o mentiroso senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Esse mesmo é o anticristo, esse que nega o Pai e o Filho” I Jo 2:22

O “vinho da ira da sua prostituição” (Ap 14:8) era interpretado como um sinônimo das “falsas doutrinas”. J.N. Andrews incluiu, em 1858, entre essas doutrinas (1) “a doutrina da imortalidade natural da alma”; (2) “a doutrina da Trindade, que  “destrói a personalidade de Deus e de seu Filho Jesus Cristo ... Alberto R. Timm, em seu livro O Santuário e as Três Mensagens Angélicas - Fatores Integrativos no Desenvolvimento das Doutrinas Adventistas, págs. 191-192.

NATUREZA
DE
CRISTO

“Pelo que CONVINHA que em TUDO fosse feito SEMELHANTE a seus irmãos, para se tornar um sumo sacerdote misericordioso e fiel nas coisas concernentes a Deus, a fim de fazer propiciação pelos pecados do povo”. Heb. 2:17.

“Pelo dogma da IMACULADA CONCEIÇÃO da Virgem Maria (Roma) nega haver Deus em Cristo assumido a MESMA CARNE do homem caído, exatamente como o fazia Babilônia antiga”. Estudos Bíblicos, 1972, p. 212.

“Até 1957 (113 anos após o início da IASD e 42 anos após a morte de EGW), houve no adventismo FORTE CONSENSO de que a humanidade de Jesus era igual à de toda pessoa após a queda de Adão (posição pós-queda)”. Wilson Endruveit, Revista Adventista, agosto de 2004, pp 12-14.

Cristo tomou sobre Si as enfermidades da humanidade degenerada....Mas nosso Salvador tomou a humanidade, com todas as suas desvantagens. Ele assumiu a natureza do homem, com a possibilidade de sucumbir à tentação. Nada temos a suportar que Ele não tenha suportado". O Desejado de Todas as Nações, p. 117.2.

"O Filho de Deus Se humilhou e tomou a natureza do homem após a raça ter errado quatro mil anos desde o Éden, e desde o seu estado original de pureza e retidão. Em favor da raça, com a fraqueza do homem caído sobre Si, Ele deveria enfrentar as tentações de Satanás em todos os pontos pelos quais o homem seria acossado". Review and Herald, vol. 1, p. 143.5.

"Estava na ordem de Deus que Cristo assumisse sobre Si a forma e natureza do homem caído para que pudesse ser feito perfeito mediante o sofrimento. . ." Spirit of Prophecy, vol. 2, p. 39.7.

Jesus Cristo é nosso exemplo e Salvador.

Em 1957, a IASD, aceitou o ensinamento de que Jesus veio com a natureza do Adão antes da queda (Pré-Lapsariana), aceitando um Jesus que não veio na mesma carne que a nossa. Pois a palavra carne (sarx) = caída pecaminosa (Rm 8:3).

 

Eles agora argumentam igual a Roma – Dizem: Ele veio em carne, mas não a carne caída pecaminosa. Estão igualmente preenchendo as condições do anticristo: “Muitos enganadores têm saído pelo mundo fora, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Tal é o enganador e o Anticristo”. II Jo. 7,10,11.

 

Na edição de 1916 de Bible Readings, p. 174, declara-se: "Deus, em Cristo, condenou o pecado, não por pronunciar-Se contra ele meramente como um juiz que se assenta em seu trono da corte de justiça, mas por vir e viver na carne, em carne pecaminosa, e contudo sem pecado. Em Cristo, Ele demonstrou que é possível, por Sua graça e poder, resistir à tentação, vencer o pecado, e viver uma vida sem pecado em carne pecaminosa". Essa era a correta posição adventista do sétimo dia.

Agora, com a revisão de Rebok: "Deus, em Cristo, condenou o pecado, não por pronunciar-Se contra ele meramente como um juiz que se assenta em seu trono da corte de justiça, mas por vir e viver na carne, (omissão), e contudo sem pecado. Em Cristo, Ele demonstrou que é possível, por Sua graça e poder, resistir à tentação, vencer o pecado, e viver uma vida sem pecado na carne (omissão)".

No livro Movement of Destiny [Movimento Predestinado], por Leroy Edwin Froom, publicado pela Review and Herald Publishing Association em 1971, nas pp. 468-469, Froom cita o Dr. E. Schuyler English (editor de Our Hope Magazine [Revista Nossa Esperança]) sobre a natureza de Cristo. O Dr. English declara:

"Ele (Cristo) era perfeito em Sua humanidade, contudo, era Deus; e Sua concepção, Sua encarnação foi coberta pelo Espírito Santo a fim de que não partilhasse da natureza caída, pecaminosa dos outros homens".

Isto NÃO é o que os verdadeiros adventistas crêem! Mas Froom prossegue assegurando ao Dr. English que a maioria dos adventistas concorda com essa posição sobre a natureza de Cristo. Na p. 470, Froom declara:

". . . nós, de nossa parte, lhe asseguramos ser precisamente o que de igual modo cremos".

CRIAÇÃO

DO

MUNDO

Gen. 1:1: “No princípio criou Deus os céus e a terra”.

João 1:1. “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.

Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez”.

“Lúcifer, no Céu, antes de sua rebelião foi um elevado e exaltado anjo, o primeiro em honra depois do amado Filho de Deus”. EGW, História da Redenção, p.13.

PAI E FILHO empenharam-Se na grandiosa, poderosa obra que tinham planejado - a criação do mundo”. Idem, p.20.

Todos os membros da divindade se envolveram na obra da criação (Gen. 1:2 e 26)”. Nisto Cremos, p.104.

 

OBSERVAÇÃO:

A Bíblia e o Espírito de Profecia mostram que os únicos membros da divindade são o Pai e o Filho. O Espírito Santo é o Espírito de Deus, ou o Espírito de Cristo. Seu poder, Sua glória, Sua virtude, nunca um 3º Deus.

 

CRIAÇÃO

DO

HOMEM

“Depois que a Terra foi criada, com sua vida animal, o Pai e o Filho levaram a cabo Seu propósito, planejado antes da queda de Satanás, de fazer o homem à Sua própria imagem. Eles tinham operado juntos na criação da Terra e de cada ser vivente sobre ela. E agora, disse Deus a Seu Filho: "Façamos o homem à nossa imagem." Gên. 1:26. EGW, História da Redenção, p.21.

“Façamos o homem... O verbo e o pronome... indicando o trinitarismo da Divindade – Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo”. Nisto Cremos, p. 116.

EXPIAÇÃO

DO

PECADO

"... antes que a obra de Cristo pela redenção dos homens seja completada há uma obra de expiação para a remoção do pecado do santuário. Este é o serviço que começou quando os 2.300 dias terminaram. . . . Por oca­sião do término dos 2.300 dias em 1844, Cristo então entrou no lugar santíssimo do santuário celestial para reali­zar a obra de conclusão da expiação preparatória para a Sua vinda. . . . Cristo tinha somente completado uma par­te de Sua obra como nosso Intercessor, para entrar para outra porção de Sua obra, e Ele ainda pleiteia o Seu san­gue perante o Pai em benefício dos pecadores". O Conflito dos Séculos, p. 421-422, 429.

Ela também declara, muito objetivamente, que o sacrifício pelo pecado ainda não está completado:

"Cristo é representado como continuamente permanecendo perante o altar, oferecendo momentaneamente o sacrifício pelos pecados do mundo. . . . Um mediador é essencial por causa da contínua prática do pecado. . . . Jesus apresenta a oblação por toda ofensa e cada falha do pecador". Manuscrito 50, (1900).

Em resultado das concessões e negativas de nossa verdadeira fé adventista do sétimo dia por nossa pro­fessa liderança, no livro é Questions on Doctrines [Perguntas Sobre Doutrinas], publicado pela Review and Herald Publishing Association em 1957, na página 381 Froom declara:

"[Jesus] apareceu na presença de Deus por nós. . . . Mas não foi com a esperança de obter algo para nós nessa ocasião, ou em algum tempo futuro. Não! Ele já o havia obtido por nós na cruz".

Nossa professa liderança adventista do sétimo dia agora aceita que Jesus havia obtido para o homem re­denção completa, e Sua obra de expiação foi completada na cruz. Seguem o espírito de profecia como verdade de Deus? Se sim, então por que o espírito de profecia diz algo completamente contrário a sua declaração em GC, p. 421-422 e 429?

A nossa professa liderança tendo assumido uma postura desafiadora contra o espírito de profecia, recusou harmonizar-se com a verdade de Deus! Lembrai-vos de que ela dissera em 1890 que Satanás, mediante os seus agentes, poria tudo em operação para desarraigar a confiança dos crentes nos pilares de nossa fé. Isso está ocorrendo agora! Robert Sessler, Abominação da desolação e a história da IASD, cap. 6.

DIA DO

SENHOR

EM

APOC. 1:10

Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor, e ouvi por detrás de mim uma grande voz, como de trombeta”.

Apoc. 1:10.

“O DIA DO SENHOR mencionado por João era o SÁBADO, o dia no qual Jeová repousara após a grande obra da Criação, e o qual abençoara e santificara por haver repousado nele”.

EGW, Santificação, p. 74 (CD ROM).

“Com base no livro From Sabbath to Sunday, de Samuelle Bacchiocchi, mostrei finalmente que a expressão não se refere nem ao Sábado nem ao domingo, mas ao tempo em que nosso Senhor Jesus deverá regressar a este mundo para continuar a sua obra de resgate do ser humano.” Almir A. Fonseca(ex editor da Rev. Ministério), Ministério, maio/junho de 1993, pp. 31-32. Idem na edição de março abril de 1992, pp. 22-25.

ECUMENISMO

“Quando aqueles que se estão unindo com o mundo, contudo reivindicando grande pureza, apelam por união com aqueles que sempre foram opositores da causa da verdade, deveríamos temê-los e evitá-los tão firme­mente quanto o fez Neemias. Profetas e Reis, p. 660”.

". . . tem havido por anos, em igrejas da fé protestante, um forte e crescente sentimento em favor de uma união baseada em pontos comuns de doutrina. Para assegurar tal união, a discussão de assuntos sobre que todos não estão de acordo conquanto importante possam ser de um ponto de vista bíblico devem ser evitados". O Conflito dos Séculos, p. 444.7.

"Todos quantos negligenciam a palavra de Deus para estudar conveniência e política, para que não possam es­tar em desarmonia com o mundo, serão deixados a receber a heresia perniciosa como verdade religiosa". Spirit of Prophecy, vol. 4, p. 346.8.

"Aqueles que em sua sabedoria humana tentam ocultar as características peculiares que distinguem o povo de Deus do mundo perderão sua vida espiritual e não mais serão sustidos por Seu poder". Testimonies, vol. 6, p. 250.9.

Acaso nossa professa denominação adventista do sétimo dia decidiu unir-se aos evangélicos para ensinar o mesmo que outras igrejas? No Concílio Outonal de 1969, uma resolução foi passada para ensinar em comum com outras igrejas.

"Considerando que . . . votado . . . planos departamentais . . . criar imagem pública . . . estabelecer salvação dentro do alcance das multidões . . . dar ênfase às verdades não controvertidas compartilhadas em comum com toda a cristandade". Review and Herald, 18 de dezembro de 1969. Voto do Concílio Outonal.

Como resultado desse voto, o próximo livro de uma nova ordem foi escrito: So Much in Common [Tanto em comum]. Escrito pelo Concílio Mundial de Igrejas e a IASD, é publicado pelo Con­cílio Mundial de Igrejas em 1973.

Tal obra explica quão semelhantes são os ensinos da professa Organização IASD comparados com as igrejas no Concílio Mundial. Com todas as rejeições e concessões das puras verdades da IASD pela professa liderança adventista do sétimo dia, verdadeiramente AGORA TANTA COISA EM COMUM.

A IASD participa do Conselho Mundial de Igrejas – uma organização ecumênica – nos EUA, como membro cooperador, desde a década de 1950. M. L. Andreasen, Carta no 1.

O Pr. Cláudio Vilela e o Coral da IASD Central de Brasília, DF participaram de cerimônia ecumênica (missa) no Palácio do Planalto, celebrada pelo Frei Vicente Bohne e o Frei Betto, junto com corais da Paróquias de N. Sa. de Nazaré, na 5a feira santa /2004. Reuters, últimosegundo e

http://www.radiobras.gov.br/materia.phtml?materia=1811668&q=1&editoria

Disse Froom: "Hoje a velha e grandemente negativa metodologia enfatizando sobretudo as coisas em que diferimos de todas os outros grupos religiosos está no passado, definitivamente no passado". Ministry Magazine, março de 1966.

Numa declaração escrita e juramentada o ex-presidente da Associação Geral da IASD, Neal C. Wilson declara: "Conquanto é verdade que houve um período na vida da IASD em que a de­nominação tinha uma postura distintamente anticatólica, e o termo 'hierarquia' era empregado num sentido pejora­tivo para referir-se à forma papal de governo, essa atitude da parte da igreja nada mais era do que uma manifesta­ção de difundido antipapismo entre denominações protestantes conservadoras do século passado, o que agora tem sido lançado no lixo da história, no que concerne à Igreja Adventista do Sétimo Dia". Breve Resposta Para o Réu, p. 4.

O nome do Pr. Carlos Alberto Oliveira, quando presid. da Ass. BA  constou de lista de 17 pastores de Igrejas como Casa da Benção, Universal, Deus é Amor,...Assembléias de Deus ditas membros do Cons. Nac. de Pastores do Brasil, CNPB, os quais receberam “parabéns por terem hipotecado irrestrito apoio à a candidatura de Antonio Imbassahy” (ACM) nas eleições municipais de Salvador”.     . A TARDE de 20.10.96.

JUSTIFICAÇÃO

 PELA

A Sra. White declarou que a luz que o Senhor enviou à assembléia da Associação Geral em 1888 em Mineápolis foi rejeitada por nossos próprios irmãos. Eles tinham REJEITADO A CHUVA SERÔDIA!. Declarou ela:

"A mesma obra que foi empreendida no passado será levada a efeito sob a capa da Associação Geral" .

E é! Na assembléia da Associação Geral de 1901, nossa professa liderança adventista do sétimo dia no­vamente REJEITOU A CHUVA SERÔDIA!! Cristo tentou preparar o caminho para a Sua segunda vinda pelo derramamento do Seu Espírito duas vezes, e foi a nossa professa liderança que O rejeitou ambas as vezes. E continuará a fazer a mesma coisa! Oh, por que o nosso povo não abre os seus olhos para ver o que se está passando?

"Essa assembléia de Mineápolis que marcou época destaca-se como um pico montanhoso, surgindo acima de todas as outras assembléias em singularidade e importância. Foi uma distinta reviravolta. Nada semelhante havia ocorrido antes, e nada desde então tem sido a ela comparado. Ela definidamente introduziu uma nova era". Movement of Destiny, p. 187.5.

Assim, "a distinta reviravolta" e a "nova época" que Froom descreve é a de que nossa professa liderança adventista do sétimo dia tomou uma posição desafiadora contra Deus e Seus testemunhos, e aceitou enganos satâ­nicos. Isto é exatamente o que eles têm feito desde 1888.

A professa estrutura adventista do sétimo dia de maneira global, suas instituições e suas igrejas, estão destituídas da presença de Cristo e de Seu Espírito!

Em 1859 a presença de Cristo foi retirada deles. Em 1888 eles rejeitaram a Chuva Serôdia.Em 1890 Cristo retirou Sua luz, o Espírito Santo.

Em 1901, Cristo tentou dar-lhes o Seu Santo Espírito novamente e eles O rejeitaram e disseram-Lhe para ir-Se. Disseram que O chamariam quando Dele precisassem!

DÍZIMOS

Não se cobrava dízimo na IASD nos primeiros 30 anos do Movimento.“

A Benevolência Sistemática, ...foi proposta e adotada... em 1859: “Que cada irmão, dos 18 aos 60 anos ponha de parte no 1o dia da semana ...US$0,5 a 0,25; Cada irmã...US$0,2 a 0,1; cada irmão e irmã...de US$0,1 a 0,5 para cada US$100 de propriedade que possuem” White, A. L. Parousia, 2o Sem. 2001, v. 2, 13 a 26. Isso era bastante razoável.

 “Sugerimos que cada igreja guarde pelo menos US$5 na tesouraria para ajudar os pregadores...” idem.  Em 1864 as viúvas e pessoas idosas e enfermas eram dispensadas da contribuição pessoal enquanto os jovens e as pessoas ativas poriam de parte um generoso donativo pessoal semanal. Idem. Quem tinha renda maior que 10% de sua propriedade podem pagar mais, o dízimo do seu AUMENTO PATRIMONIAL.

Em 1864 quem aumentasse o patrimônio em US$1000, o dízimo seria US$100. Em 1876 os dirigentes acharam que haviam defeitos no plano. Então Canright propôs que era  “dever de todos ...ligados à igreja...dedicarem 1/10 de toda a sua renda, de qualquer fonte, à causa de Deus.” idem.

OBS. Este homem, que mais tarde deixou a fé adventista para ser Batista, “era conhecido por suas incongruências, contradições e instabilidade emocional”. Enoch de Oliveira, A mão de Deus ao Leme, 1985, p.181.

A IASD cobra dízimos de todos os membros, independente da condição social.

NÃO PERMITE QUE NÃO DIZIMISTAS TENHAM CARGOS NA IGREJA.

“Como alguém que devolve fielmente o dízimo, o ancião muito pode fazer para animar os membros da igreja a devolverem um dízimo fiel. Quem deixa de dar exemplo neste assunto importante, NÃO DEVE SER ESCOLHIDO PARA O CARGO DE ANCIÃO, NEM PARA CARGO ALGUM DA IGREJA. ... Este trabalho deve ser efetuado de maneira JEITOSA e útil”. Manual da Igreja Adventista do 7O. Dia, 14a. ed., 2001, p.54.

A IASD IGNORA QUE NA BÍBLIA, VT E NT, DÍZIMO SEMPRE É ALIMENTO (MANTIMENTO) VEGETAL OU ANIMAL, NUNCA OURO, PRATA OU DINHEIRO, mesmo quando se usava isso para comprar sepulturas, comprar bois para sacrifício, para pagar tributos vassalos, comprar imóveis, pagar salários, fazer câmbios,... (leia Gen. 23:16, II Sam. 24:24, II Reis 23:33, 35, Jer. 32:9-11, II Reis 22:4-7, Mar. 11:15 e 17).

Em Lev. 27:30, 32 e 34, lemos: “Também todos os dízimos da terra, quer dos cereais, quer do fruto das árvores, pertencem ao senhor; santos são ao Senhor”.

v.32: “Quanto a todo dízimo do gado e do rebanho, de tudo o que passar debaixo da vara, esse dízimo será santo ao Senhor”.

v.34: “são esses os mandamentos que o Senhor ordenou a Moisés, para os filhos de Israel, no monte Sinai”.

A IASD, na sua prática atual, Ignora completamente a experiência da Igreja apostólica primitiva (nosso exemplo), estabelecida por nosso Salvador Jesus Cristo, sobre a qual não há um só registro no NT, após a cruz, da prática do dízimo, senão a beneficência sistemática, ofertando e dadivando conforme proposto no coração, pois Deus ama o que dá com alegria. II Cor. 9:7.

Dizendo-se baseada em Mal. 3:10, a professa liderança da IASD ignora que o profeta fala do desejo de Deus em prover “mantimento na minha casa...”, utilizando os dízimos só para os pastores ou professores de bíblia, ignorando a forma em que também se utilizava os dízimos nos dias do VT, amenizando problemas sociais:

Deut. 14:28 e 28: “Ao fim de cada terceiro ano levarás todos os dízimos da tua colheita do mesmo ano, e os depositarás dentro das tuas portas. Então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), o peregrino, o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e COMERÃO, e fartar-se-ão; para que o Senhor teu Deus te abençoe em toda obra que as tuas mãos fizerem”.

HOJE SÓ SE FARTAM COM OS DÍZIMOS OS “LEVITAS” E TEÓLOGOS. ÓRFÃOS, VIÚVAS E ESTRANGEIROS, NUNCA.

IDOLATRIA

"Não farás para ti imagens de escultura,...". Ex. 20:4.

"Toda a forma imaginável de erro será aceita pelos que voluntariamente rejeitem a verdade... Para conseguir conversos, aviltou-se o elevado estandarte da fé cristã, e, como resultado, uma inundação pagã, invadindo a igreja, trouxe consigo os seus costumes, práticas e ídolos". EGW, Grande Conflito, p.385 (CD ROM).

“Por fim, a maior parte do mundo cristão rebaixou suas normas, e se formou uma união entre a cristandade e o paganismo. Embora os adoradores de ídolos professassem estar convertidos, e se unissem à igreja, continuavam apegados à idolatria, somente mudando os objetos de sua adoração para imagens de Jesus e até de Maria e dos santos.... Alguns houve, entretanto, que não foram desencaminhados por esses enganos”. The Spirit of Prophecy, v.4, pp 42 e 43.

Oficialmente, pelo que sabemos, tudo começou na Conferencia Geral de 2000 em Toronto, Canadá. Um dos eventos principais, segundo nota da própria organização, vide links abaixo, foi a exibição das esculturas feitas pelo artista Victor Issas’s, ex-adventista e filho de pastor da IASD.

http://session2000.adventist.org/press/ (enter + day-one page-3)

http://www.adventist.org/rhp/pdf/2000/1532-2000.pdf  (p. 24)       

http://www.adventist.org/rhp/pdf/2000/1546-2000.pdf  (p.2)

Essas mesmas esculturas foram no mês de agosto de 2000, oficialmente aceitas e dedicadas por um culto especial no salão nobre da Conferência Geral em Silver Spring, Maryland, EUA.

Confira: http://session2000.adventist.org/session-news/february-march/theme-exhibit.html

Confira na lição da Escola Sabatina de 09/11/2001, sexta-feira, o seguinte comentário: PARA CONSIDERAÇÃO: 1. Costumamos pensar nos ídolos sempre como algo inerentemente mau; mas nem sempre é assim. Estátuas de madeira e de pedra nem sempre são más. Em outras palavras, os ídolos podem ser algo que, por si mesmo, não é mau. Ao contrário, o que os torna maus é a maneira como nos relacionamos com eles.

ROMA

“A Igreja papal nunca abandonará a sua pretensão à infalibilidade”.”Os homens cerram os olhos ao verdadeiro caráter do romanismo, e aos perigos que se devem recear com a sua supremacia. O povo necessita ser despertado a fim de resistir aos avanços desse perigosíssimo inimigo da liberdade civil e religiosa” “O papado é exatamente o que a profecia declarou que havia de ser: a apostasia dos últimos tempos (II Tess.2:3e 4)”. EGW, Grande Conflito, p. 569-586.

Apoc. 13:5-7se aplica em todas as suas especificações ao papado. Estudos Bíblicos, 1972, p.225.

A IASD assinou contrato de amizade com a Igreja Católica Apostólica Romana da Polônia em 2000, em Toronto, Canadá.

Tende a não considerar mais Roma como sendo Babilônia.

Presenteou o Papa com uma medalha de Ouro da Associação Geral da IASD. Marcos de Benedicto. Revista Adventista, fev. 2002, p. 38.

Recebeu do Papa uma medalha de Ouro. Review and Herald, 30.05.1968, p.16.

Na Revista Adventista de Abril de 2004, o Pr. José Carlos Ramos, em artigo intitulado 666, afirmou que dizer que o 666 é a besta de Apoc. 13 é ir de encontro a tudo que como igreja cremos e ensinamos.

VENERAÇÃO

DA

CRUZ

“Assim como os judeus professavam reverenciar a lei, pretendem os romanistas reverenciar a cruz. Exaltam o símbolo dos sofrimentos de Cristo, enquanto no viver negam Aquele a quem ela representa.

Os romanistas colocam cruzes sobre as igrejas, sobre os altares e sobre as vestes. Por toda parte se vê a insígnia da cruz. Por toda parte é ela exteriormente honrada e exaltada. Mas os ensinos de Cristo estão sepultados sob um montão de tradições destituídas de sentido, falsas interpretações e rigorosas exigências”. EGW, Grande Conflito, CD ROM, p. 568.

Tornou-se moda a IASD exibir cruzes, no púlpito, na frente das igrejas, frente da Associação Geral, EUA,...

No I Trimestre de 2005, a Lição da Escola Sabatina tem como tema central: “Sua maravilhosa cruz”.

A cruz nunca foi maravilhosa, mas sim Aquele que nela morreu para nos salvar (Isa. 9:6).

A cruz é instrumento de sofrimento, tortura, horror e morte.

A veneração de imagens, relíquias e cruz pelos católicos começou em 788 DC.

“Tiraram os três anjos da logomarca da IASD, fazendo da cruz a imagem central da fé adventista. Desse modo, a religião adventista foi alterada”. (Pr. Osvair Munhoz)

ALIMENTAÇÃO

O regime alimentar original estabelecido por Deus tanto para os homens como para os animais foi o vegetariano (Gen. 1:28-30).

Entre os que estão aguardando a vinda do Senhor, o comer carne será afinal abandonado; a carne deixará de fazer parte de sua alimentação. Devemos ter sempre isto em vista, e esforçar-nos por trabalhar firmemente nessa direção”. EGW, Conselhos Sobre Regime Alimentar, p. 381.(CD ROM)

“Muitos que são agora só meio convertidos quanto à questão de comer carne, sairão do povo de Deus, para não mais andar com ele.” Idem, p. 382 (CD ROM).

Nenhuma carne será usada por Seu povo”. EGW, Conselhos Sobre Regime Alimentar, p. 82.

Altíssimo percentual dos adventistas do 7o Dia comem carne! Dá para acreditar? EGW diz: “Nenhuma carne será usada por Seu povo”. EGW, Cons. Sobre Regime Alimentar, p. 82. Se nenhuma carne será usada por seu povo e eles comem carne, é evidente de que: ou EGW é uma falsa profetisa, ou eles são falsos pastores. Como individualmente creio que EGW é uma profetisa de Deus, eles são indubitavelmente falsos pastores... (Pr. Osvair Munhoz, Pastor da IASD é Excluído Por Discordar das Mudanças do Adventismo. http://www.adventistas.com/marco2004/posicao_prosvair.htm

 

144 MIL

"Logo ouvimos a voz de Deus como a de muitas águas, dando-nos o dia e a hora da vinda de Jesus. Os santos vivos, 144.000 em número, são considerados 'as primícias de Deus e do Cordeiro'. 'Estes são os que vie­ram da grande tribulação'; eles passaram por um tempo de angústia como nunca houve desde que houve uma na­ção; eles suportaram a angústia do tempo de Jacó; permaneceram sem um intercessor através do derramamento final dos juízos de Deus". EGW, O Conflito dos Séculos, p. 649.

“Então, quem são as pessoas que serão levantadas dentre os mortos por ocasião da segunda vinda de Cris­to? Declara EGW::

". . .aquela grande multidão que sairá dos túmulos por ocasião de Sua segunda vinda35". O Desejado de Todas as Nações, p. 834.

Nossa professa liderança declara que esse número é simbólico, e representa todos quantos são do povo de Deus. Em outras palavras, não há limite.

O grande engano, nos ensinos de nossa professa liderança adventista do sétimo dia quanto ao número 144.000 ser simbólico, é que haveria lugar para todos serem salvos, assim não teríeis que vos preocupar, e não teríeis que vos preparar e não teríeis que pôr de parte os vossos pecados e serdes perfeitos, apenas aceitar a Jesus e ter fé somente e recebereis o selo de Deus para serdes salvos. Esse engano de Satanás, mediante a nossa profes­sa liderança, soa muito agradável, mas não concorda com o espírito de profecia! Deus declara, mediante a Sra. White:

"Os do verdadeiro povo de Deus, que têm o Espírito da obra do Senhor e a salvação de almas no cora­ção, sempre verão o pecado em seu caráter real, maligno. Sempre estarão do lado do fiel trato com os pecados que facilmente assediam o povo de Deus. Especialmente no encerramento da obra para a igreja, no tempo de se­lamento dos cento e quarenta e quatro mil que permanecerão de pé sem mácula perante o trono de Deus, sentirão eles profundamente os erros do professo povo de Deus". Testimonies, vol. 3, p. 266.5.

Como nos tornamos parte dos 144.000 e recebemos o selo de Deus? Declara ela:

A. "Muitos não receberão o selo de Deus porque não observam os Seus mandamentos ou produzem os frutos de justiça". S.D.A. Bible Commentary, vol. 7, p. 970.2.

ESPÍRITO SANTO NO BATISMO DE JESUS

“Depois de Cristo ser batizado, curvou-Se nas margens do Jordão; e nunca antes ouvira o Céu tal oração como a que saiu de Seus lábios divinos. Cristo tomou sobre Si nossa natureza. A glória de Deus, em forma de uma pomba de ouro polido, pousou por sobre Ele e, da infinita glória, foram ouvidas estas palavras:"Este é o Meu Filho amado, em quem Me comprazo."Mat. 3:17. EGW,

O Espírito Santo é a 3a pessoa da Santíssima Trindade, do jeito que a Igreja Católica ensina.

Como batiza em nome da trindade, a Igreja Católica aceita o batismo da IASD, de tal forma, que, um adventista é recebido na Igreja Católica sem precisar ser de novo batizado. Therezinha M. L. da Cruz. Ecumenismo. Conteúdo de catequese? 1996, p.31.

ESPÍRITO SANTO

“E Deus prometeu Seu Santo Espírito para ajudar-vos em todo esforço decidido.” Temperança, p. 114.

“O Espírito do Senhor JEOVÁ está sobre Mim.” Isa. 61:1.

"Mas com respeito ao Espírito, a Bíblia usa expressões que não podem se harmonizar com a idéia que é uma pessoa igual ao Pai e ao Filho. Ao contrário mostra que é uma divina influência de ambos; o meio pelo qual se fazem representar e pelo qual se manifesta o poder através de todo o universo, quando não estão pessoalmente presentes". Uriah Smith, In the Question Chair, Review and Herald, LXVII (October 28, 1890), 664.

Crê-se em um Deus Espírito Santo; terceira pessoa da Trindade. (Nisto Cremos, pp 87-98).

Na Bíblia não há uma só referência a tal Deus.

“O Pai, o Filho e o Espírito Santo são igualmente auto-existentes” Idem, p.90.

“É igual ao Pai e ao Filho” Idem, p.90.

ISSO NEGA O PAI E O FILHO, ASSUMINDO UMA DAS  CARACTERÍSTICAS DO ANTICRISTO. I João 2:22 e 23.

VOTOS

BATISMAIS

De 1967 até 1980, constava dos votos batismais: “Crê em Deus Pai, em seu Filho Jesus Cristo e no Espírito Santo,...”.

Em 1992: 1) “Crê em Deus, o Pai, em Seu Filho Jesus Cristo e no Espírito Santo?; 2) ... os homens são salvos...; ... 4) ... e reclame  sua promessa de fortalece-lo pela presença do Espírito Santo em seu coração. Em 2000: 1) Crê que existe um só Deus: Pai, Filho e Espírito Santo, uma unidade de três pessoas co-eternas? Em 2002: 1) Você crê,...que o Pai, o Filho e o Espírito Santo se constituem em um só Deus, denominado a Trindade? 2) Aceita a morte de Jesus...? 3) Aceita que a expiação do homem foi consumada na cruz...?

ORAÇÃO

Dirigida ao Pai, em nome do Seu único Filho, Jesus Cristo, com base em Mat. 6:6 e 9; João 14:13 e 23.

“...parece lógico que o povo de Deus possa orar diretamente ao Espírito Santo e adorá-Lo”. ...”parece lógico e prático dirigir petições e louvores apropriados a qualquer componente do Trio celestial,...”. W. Whidden, J. Moon e J. Reeve, A Trindade, 2003, p.307.

SEGUROS

DE

VIDA

O seguro de vida é um método mundano que leva nossos irmãos a neles se meterem a fim de se apartarem da simplicidade e pureza do evangelho. ... Poucos, porém, obterão quaisquer lucros do seguro de vida, e sem a benção de Deus, mesmo esses demonstrarão prejuízo em vez de benefício”. EGW, T. S. v. 1, p. 176 e 177.

“Quem tem o Filho de Deus tem a vida ; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida”. I Jo. 5:12.

O Livro de Praxes da IASD, ítem Y 25. 05, p. 272, prevê seguros de vida para Obreiros da Divisão da ordem de US$75 a 150 mil (R$225 mil a 450 mil). Para os demais obreiros, de US$50 a 75 mil; para cônjuges dependentes de US$15 a 20 mil e filhos de dependentes de US$5 a 10 mil.

HINÁRIO

No Hinário Adventista antigo (1933), NENHUM hino Trinitariano é encontrado.

No Cantai ao Senhor (1963), ALGUNS hinos Trinitarianos são encontrados.

No Hinário Adventista Atual (1996) DEZENAS de alterações nas letras introduzem a Trindade. Também foram ELIMINADOS hinos que falavam acerca do Pai e do Filho.

POLÍTICA

“Os que ensinam a Bíblia em nossas igrejas e escolas, não se acham na liberdade de se unir aos que manifestam seus preconceitos a favor ou contra homens e medidas políticas,...”. “Os mestres, na igreja ou na escola, que se distinguem por seu zelo na política, devem ser destituídos sem demora de seu trabalho e suas responsabilidades; pois o senhor não cooperará com eles”. “Não podemos, com segurança, votar por partidos políticos; não podemos,... tomar parte em nenhum plano político”. “Os filhos de Deus tem de se separar da política, de toda aliança com os incrédulos”.  EGW, Evangelismo, p. 391-396.

A liderança e os membros da IASD fazem política em todos os níveis, nas igrejas, nas escolas, nas Associações, nas Missões, divisões e Conferência Geral, nos Municípios, Estados e Distrito Federal.

“Homens... destituídos do Ministério, ou... removidos da comunhão da igreja... não devem ter permissão de ocupar nossos púlpitos. Pode haver ocasiões em que seja próprio que nossas congregações ESCUTEM DISCURSOS DE FUNCIONÁRIOS DO GOVERNO OU PERSONALIDADES PÚBLICAS. TODOS OS DEMAIS DEVEM SER EXCLUÍDOS DE NOSSOS PÚLPITOS, a menos que lhes seja outorgada permissão especial da parte da administração do Campo local”. Manual da IASD, 2001, p. 71. Embora se leia à p. 26 do Manual que prevalece na IASD a forma de Governo Eclesiástico REPRESENTATIVA, é comum nas Comissões de Nomeações das Trienais contar-se com maioria de pastores e outros assalariados camuflados, sendo os leigos uma minoria, desmentindo na prática o que está escrito no Manual. É assim que se é povo de Deus???

CARÁTER

DA

LIDERANÇA

Servos de Deus, abnegados, como John Byington (1863-1865), Tiago White (1865-1867, 1869-1871, 1874-1880), John Andrews (1867-1869) e outros foram “varões conforme o Meu coração”(Enoch de Oliveira, A mão de Deus ao Leme, 1985, p. 210-227), honrando o nome de Cristo e da Sua Igreja.

“Na primeira metade de janeiro (de 1999), .. o Jornal Los Angeles Times, de circulação nacional nos EUA, publicou a noticia de que uma demanda judicial havia ingressado na Corte de Sacramento (USA), contra a Divisão Inter-Americana, a Conferência Geral, o Pr. Robert Folkenberg, Dr. Walter Carson, advogado da Conferência Geral, e outros. O autor da ação era o Sr. James Moore”.

A reclamação de Moore era de que Folkenberg havia lhe trazido prejuízo pecuniário, uma vez que “pelo estatuto ele tinha direito a uma porcentagem do movimento financeiro da entidade”, filantrópica denominada Sharing Tennessee. “Moore alegou que projetos fiilantrópicos da organização tiveram prioridade, em detrimento do que ele devia receber como direito seu”. “E a demanda era no valor de 8 milhões de dólares (cerca de 24 milhões de reais).

Adventus Jornal, Informativo da UCB (IASD), ano III, 1o Trim., 1999, no 3, p.12 e 13.

Tal escândalo provocou a RENÚNCIA DE FOLKENBERG, para evitar a desmoralização maior da IASD. O atual presidente da Conferência Geral, o norueguês Pr. Jan Paulsen, assumiu o lugar  de Folkenberg prematuramente. É LAMENTÁVEL TAL FATO.

DENOMINAÇÃO

“Não há necessidade de uma nova denominação”. EGW, Eventos Finais, 1996, p.45.

A menos que se arrependa e converta a igreja que agora está a levedar-se com sua APOSTASIA, comerá do fruto de seus próprios atos, até que se aborreça a si própria”., EGW, 21.04.1903, Eventos Finais, p. 54.

Julgados Pela Luz Concedida

Nas balanças do santuário há de ser pesada a Igreja Adventista do Sétimo Dia. Ela será julgada pelos privilégios e vantagens que tem gozado. Se sua experiência espiritual não corresponde às vantagens que, a preço infinito, Cristo lhe concedeu; se as bênçãos que lhe foram conferidas não a habilitarem para fazer a obra que lhe foi confiada, sobre ela será pronunciada a sentença: "Achada em falta". Pela luz que lhe foi concedida, pelas oportunidades dadas, será ela julgada. ...”. EGW, Eventos Finais, p. 53.

A NOVA DENOMINAÇÃO, APESAR DE MANTER O MESMO NOME, IASD, ENSINA HOJE:

Deus é uma trindade. Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo.

Os pontos de vista da igreja finalmente mudaram porque os adventistas chegaram a uma compreensão diferente da evidência bíblica”. W. Whidden, J. Moon e J. Reeve, A Trindade, 2003, p.221.

A natureza de Jesus Cristo é Pré-Lapsariana.

Crê na Imaculada Conceição de Maria.

Assinou contrato de amizade com a Igreja Católica Apostólica Romana da Polônia em 2000, em Toronto, Canadá. Não considera mais Roma Babilônia.

Presenteou o Papa com uma medalha de Ouro da Associação Geral da IASD. Marcos de Benedicto. Revista Adventista, fev. 2002, p. 38.

Recebeu do Papa uma medalha de Ouro. Review and Herald, 30.05.1968, p.16.

O MOVIMENTO ADVENTISTA LEIGO, OS MINISTÉRIOS QUE ESTÃO SENDO LEVANTADOS ENTRE OS QUE ESTÃO SENDO EXPULSOS DA CORPORAÇÃO ADVENTISTA BUSCAM MANTER AS VERDADES ESQUECIDAS E RESTAURAR OUTRAS VERDADES ENCOBERTAS. NÃO SOMOS UMA NOVA DENOMINAÇÃO, SOMOS O REMANESCENTE DE DEUS NESTA TERRA. A NOVA DENOMINAÇÃO É A CORPORAÇÃO ADVENTISTA.

Para onde vamos?

Como foi no passado, a história se repete, vamos sair dos templos e freqüentar os lares. A igreja que está em tua casa! Formem pequenos grupos, reúnam-se nos horários dos cultos, coloquem obreiros para propagar as verdades do adventismo histórico. Ou seja, a verdade presente, a Justificação pela Fé, a mensagem do Terceiro Anjo: O caráter de Jesus gerado, formado na experiência do ser humano. Cristo presente em cada fibra do seu ser, preenchendo todas as suas faculdades, uma nova criatura, tudo  novo! (Pr. Osvair Munhoz)

“Disse Jesus; Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado...Se, pois o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” Jo 8: 34,36. Esta foi a fé dos apóstolos, as alegres novas proclamadas por eles. Podemos ficar livres do pecado, podemos ficar livres do cativeiro de Satanás, e sermos filhos e filhas de Deus. Amém!

“Deus possui uma igreja. Não é uma grande catedral, nem uma igreja oficialmente estabelecida, nem as diversas denominações, mas, sim, o povo que ama a Deus e guarda seus mandamentos. Porque onde estão dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles. (Mat. 18:20) Ainda que Cristo esteja entre poucos humildes, esta é sua igreja, pois somente a presença do Alto e Sublime que habita a eternidade pode constituir uma igreja.” E.G. White. Manuscript Releases, 17, p. 81,82.

“Vi que Deus tem filhos honestos entre os adventistas nominais e as igrejas caídas, e antes que as pragas sejam derramadas, ministros e povo serão chamados a sair dessas igrejas e alegremente receberão a verdade. Satanás sabe disto, e antes que o alto clamor da terceira mensagem Angélica seja ouvido, ele suscitará um excitamento nessas corporações religiosas, a fim de que os que rejeitaram a verdade pensem que Deus está com eles. Ele espera enganar os honestos e levá-los a pensar que Deus ainda está trabalhando pelas igrejas. Mas a luz brilhará, e todos os homens deixarão as igrejas caídas, e tomarão posição ao lado dos remanescentes.” PE, p. 261.

O Pr. Edegard Silva Pereira que atuou nos distritos de Castanhal, PA; Macapá, AP; Presidente Prudente, SP; Freguesia do O, Vila Matilde, Casa Verde, Ipiranga e Brooklin Paulista na Cidade de São Paulo, fez mestrados em Ciências da Religião e em Comunicação Social na Universidade Metodista de São Paulo, escreveu o livro O Leviatã Adventista, uma análise sociológica da forma de governo da IASD, concluiu: “A grande ironia constatada na análise: a IASD, que deveria ser um agente da libertação em Jesus Cristo, transformou-se em uma máquina de dominação”.

A IASD não é Babilônia, mas a liderança mundial da IASD está na mesma condição espiritual de Babilônia.

            “Pode ser que Deus tenha de intervir para cumprir a missão que foi designada à IASD. De onde tirei essa estranha idéia? Do livro Mensagens Escolhidas, vol. 1, onde E. G. White  declara: “Os anjos farão uma obra que os homens poderiam haver tido a benção de realizar, não houvessem eles negligenciado atender aos reclamos de Deus””. “Deus não dependia dos judeus no primeiro século, embora lhes houvesse dado a responsabilidade e a oportunidade. Ele poderia transformar pedras em filhos de Abraão. DEUS, PORTANTO, NÃO DEPENDE DA IASD”. George R. Knight. Como ser cristão dentro do adventismo, Revista Adventista, abril, 2001, p.6.

“O povo judaico acariciava a idéia de que eles eram os favoritos do céu, e que sempre deveriam ser exaltados como igreja de Deus...  Mas por suas vidas de infidelidade estava se preparando para a condenação do céu e para a separação de Deus.”

“Eles rejeitaram a Luz do mundo, e daí em diante a vida deles foi cercada por trevas como as trevas da meia-noite. A destruição predita veio sobre a nação judaica. ... Jerusalém foi destruída, o templo ficou em ruínas e o seu sítio arado como um campo” – PJ, pp. 276-296.

“Vagarosa e tristemente, Cristo, com os Seus discípulos, deixou para sempre o recinto do Templo.” Spirit of Prophecy, vol. 04, p. 46.2.

“Jerusalém é uma representação do que a igreja será se recusar caminhar na luz que Deus tem dado” Testimonies, vol. 08, p.67.

“O mundo não deve ser introduzido na igreja, e com ela casar-se, formando um laço de união. Por esse meio tornar-se-á a igreja verdadeiramente corrupta, e, como foi declarado em Apocalipse: covil de toda ave imunda e aborrecível” – TM, p. 265.

            “Ao único Deus, nosso Salvador, por Jesus Cristo nosso Senhor, glória, majestade, domínio e poder, antes de todos os séculos, e agora, e para todo o sempre. Amém”.

“Olhai por vós mesmos, para que não percais o fruto do nosso trabalho, antes recebais plena recompensa.” II Jo. v. 8.

 Paulo Augusto da Costa Pinto, D.Sc., Prof. Titular da Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, DTCS, Cx. Postal 171, 48 905 680 Juazeiro BA, http://geocities.yahoo.com.br/pacostapinto. Adventista durante 41 anos, excluído da IASD junto com sua esposa em 16.03.04 por não acreditarem mais na doutrina da Trindade e pregarem contra ela.

RETORNAR